Secretaria confirma 13 casos e 7 óbitos por febre amarela na capital

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2018 12h16
EFE/Fernando Bizerra Jr. Mais de 5 milhões de pessoas ainda não tomaram a vacina contra a febre amarela

A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo confirmou até o momento, 13 casos de febre amarela na capital, sendo que sete evoluíram para óbito. O último foi de uma mulher de 28 anos, moradora de uma área próxima ao Parque da Cantareira, na zona norte. A paciente ficou internada por 16 dias, mas já recebeu alta.

Outras 12 pessoas,9 homens e 3 mulheres da zona norte também contraíram a infecção viral. Aliás, a região foi a primeira a receber a campanha contra a febre amarela, em setembro do ano passado. A secretaria da saúde reforça que falta pouco mais de um mês para o fim da campanha, com encerramento previsto para o dia 30 de maio.

Apesar de disponível em todos os postos de saúde, mais de 5 milhões de pessoas ainda não tomaram a vacina. A meta é imunizar 95% da população, mas apenas 55% foram vacinadas. O Ministério da Saúde esclarece que todos os casos de febre amarela registrados no Brasil desde 1942 são silvestres, ou seja, a doença foi transmitida por vetores que existem em ambientes de mata.

A Secretaria de Saúde confirma que desde outubro de 2017, foram registradas 149 mortes de macacos, considerado o hospedeiro da doença, no município de São Paulo.

*Com informações do repórter Vitor Moraes