Secretaria de Administração Penitenciária nega que Garotinho tenha violado prisão domiciliar

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2017 06h42 - Atualizado em 22/09/2017 11h30
Depois de muita especulação, a Secretaria de Administração Penitenciária disse que ocorreu um problema técnico no equipamento e ele não teria saído de casa

A Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro investiga suposta violação de tornozeleira eletrônica de Anthony Garotinho.

Isso ocorre porque soou o alarme da tornozeleira do ex-governador do Estado, que está em prisão domiciliar em Campos. A informação de que ele teria saído de casa, violando o equipamento, chegou a um juiz do RJ que repassou a notícia para o Tribunal Superior Eleitoral, Tribunal Regional Eleitoral e demais autoridades envolvidas.

Mas, depois de muita especulação, a Secretaria de Administração Penitenciária disse que ocorreu um problema técnico no equipamento e ele não teria saído de casa.

Prisão de Garotinho

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho foi preso no último dia 13 enquanto apresentava um programa da Rádio Tupi na capital carioca. Ele é investigado por compra de votos na última eleição municipal de Campos de Goytacazes.

Garotinho deve ficar em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica e só poderá entrar em contato com a esposa Rosinha Matheus, os familiares e os advogados. Ele está proibido de usar a internet, o celular, ou dar entrevistas.

Garotinho teria comandado um esquema que trocava votos pela inclusão de famílias pobres no programa social Cheque Cidadão, na cidade fluminense de Campos dos Goytacazes, segundo o Ministério Público Eleitoral. Garotinho era secretário municipal de Campos.

*Informações do repórter Rodrigo Viga