Secretário da Previdência diz que Governo não fará novas concessões para aprovar reforma

  • Por Jovem Pan
  • 12/12/2017 06h30
Reprodução/YoutubeA afirmação foi feita nesta segunda-feira (11), no Rio de Janeiro, pelo secretário da Previdência, Marcelo Caetano, na FGV, em um seminário para debater o tema

O Governo não fará novas concessões para aprovar a reforma da Previdência. A afirmação foi feita nesta segunda-feira (11), no Rio de Janeiro, pelo secretário da Previdência, Marcelo Caetano, na FGV, em um seminário para debater o tema.

A maioria dos debatedores entendeu que a reforma da Previdência é urgente para que o Brasil melhore seu quadro fiscal e possa, em um futuro próximo, entrar em rota de crescimento sustentável. Caso contrário, as perspectivas se tornam desanimadoras.

Segundo ele, tudo o que poderia ser feito já foi feito e, agora, chegou a hora do convencimento político para se votar e aprovar a reforma. Para Caetano, se a reforma passar pelo Congresso, por pelo menos uma década não haverá a necessidade de o País discutir novamente uma nova reforma.

Para aprovar a reforma da Previdência na Câmara o Governo precisa de ao menos 308 votos favoráveis.

*Informações do repórter Rodrigo Viga