Secretário de Transportes de Osasco é morto a tiros

  • Por Jovem Pan
  • 20/12/2018 06h24
Reprodução/Facebook O assassinato está sendo investigado pela Delegacia Seccional de Osasco

O secretário municipal de Transporte e Mobilidade Urbana de Osasco, na Grande São Paulo, foi morto a tiros na madrugada desta quinta-feira (20). Osvaldo Vergínio da Silva, de 55 anos, foi atacado na Rua Heitor dos Prazeres, próximo ao terminal de ônibus do Jardim Novo Osasco.

Segundo as primeiras informações, o secretário retornava de uma festa de confraternização em um Toyota Corolla preto e estava acompanhado do motorista e segurança quando avistou um conhecido e pediu ao funcionário que parasse.

Foi quando surgiu uma picape, de cor branca, parou ao lado do carro de Vergínio e um homem, portando uma arma, desceu, passando a atirar. O secretário, que estava armado, também teria disparado, mas não conseguiu ferir o agressor e acabou atingido por, pelo menos, seis projéteis, cinco deles no tórax.

O atirador voltou ao carro e fugiu. Osvaldo Vergínio foi socorrido pelo segurança e levado à Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Conceição, mas não resistiu aos ferimentos.

Ele era secretário de Transporte e Mobilidade Urbana de Osasco desde fevereiro, quando foi nomeado pelo prefeito Rogério Lins, do Podemos. Antes, ele foi vereador na cidade e presidiu a Câmara entre 2007 e 2010.

Em 2012, concorreu a uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo e foi eleito com 64.242 votos. Já em 2016, Osvaldo Vergínio concorreu à prefeitura de Osasco pelo DEM, mas não conseguiu se eleger.

Antes da ingressar na política, ele atuou na Polícia Militar. O assassinato está sendo investigado pela Delegacia Seccional de Osasco.

Osvaldo Vergínio, secretário de Transportes e Mobilidade Urbana de Osasco, deixa a mulher, a ex-vereadora do município Andrea Cristina Capriotti Maier, e o filho Kaique Capriotti Maier.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore