Sem a presença do Rei, CBF inaugura estátua de Pelé no Museu da Seleção

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2020 07h32 - Atualizado em 21/02/2020 08h21
Lucas Figueiredo/CBFÍdolos da conquista do Tri estiveram presentes na inauguração da estátua do Rei Pelé

Como parte da comemoração dos 50 anos do tricampeonato na Copa do Mundo, foi inaugurada a estátua do Rei Pelé no Museu da Seleção Brasileira. A cerimônia aconteceu nesta quinta-feira e simbolizava também uma homenagem aos 80 anos do único jogador a vencer três títulos do Mundial.

A solenidade, no entanto, não contou com a presença de Pelé, que, em decorrência da dificuldade de mobilidade, não pode comparecer. O ídolo do Santos, porém, já tinha visto e aprovado a réplica da própria imagem, que foi levada até ele pela CBF. A estátua foi feita em Londres, em uma confecção conjunta de 25 artesãos, e levou 11 meses para ficar pronta.

A obra trás o ex-jogador vestindo o uniforme da Copa de 1970. Apesar da ausência do rei, a inauguração contou com a presença de outros ídolos do título do tricampeonato. Além dos goleiros Leão e Ado, compareceram os ex-atacantes Roberto Miranda, Dada Maravilha, Jairzinho e Edu. Britto, Piazza e Clodoaldo também estiveram presentes no evento.

Juntamente dos atletas da Copa de 70, o atual técnico da seleção brasileira, Tite, prestigiou a cerimônia. O filho de Carlos Alberto Torres, capitão do time na época, representou o pai, que faleceu em 2016. Emocionado com a homenagem, Dadá disse que este momento vai ficar marcada na memória. “Muito me honra ser homenageado em vida. Hoje, em vida, vou chegar em casa, ligar para os meus filhos, e dizer que fui homenageado. Estou muito feliz, agradeço a Deus por tudo que aconteceu. A data de hoje vai ficar marcado na minha vida.”

Os jogadores homenageados ainda receberam uma réplica da taça Jules Rimet, que foi erguida, dessa vez, por Jairzinho.

* Com informações da repórter Camila Yunes.