Sem crédito, 46% das micro e pequenas indústrias não sabem como pagar impostos

Em levantamento do Sindicato da Micro e Pequena Indústria, 21% dos empresários afirmam não ter condições de efetuar os pagamentos necessários

  • Por Jovem Pan
  • 19/10/2020 07h51
Arquivo Agência BrasilAo todo, 69% das empresas não tiveram acesso às linhas de crédito e 6% não reabriram, mesmo com a flexibilidade da quarentena

Com os efeitos da pandemia na economia, 46% das micro e pequenas indústrias não sabem como pagar os impostos, que voltam a ser cobrados neste mês. A preocupação do setor é que o retorno dos tributos, taxas e  contribuições se acumulem com o pagamento de dívidas e parcelas de empréstimos, provocando um impacto negativo na situação financeira das empresas. Devido a pandemia do coronavírus houve a suspensão da cobrança. A medida, que tinha como objetivo dar um alívio no caixa das  companhias, agora gera preocupação. Ao todo, 21% dos empresários ouvidos em um levantamento do Sindicato da  Micro e Pequena Indústria disseram não ter condições de efetuar o pagamento, enquanto outros 25% afirmaram ter a possibilidade de quitar apenas parte das contas relativas a  impostos.

O presidente do Simpi, Joseph Couri enumera os obstáculos  para uma retomada mais robusta. “Metade das empresas não vão conseguir honrar esses compromissos porque o faturamento não voltou, porque o poder aquisitivo diminui e porque o auxílio emergencial não está chegando para quem precisa do dinheiro”, explica. Ao todo, 69% das empresas não tiveram acesso às linhas de crédito e 6% não reabriram, mesmo com a flexibilidade da quarentena. A explicação é que devido a falta de crédito, não tiveram  alternativas a não ser fechar as portas, problema que desarranjou a cadeia produtiva.

*Com informações do repórter Daniel Lian