‘Sem reforma, jovens não vão se aposentar’, diz Mourão

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2019 07h24
Mateus Bonomi/Estadão ConteúdoVice-presidente esteve no Rio de Janeiro nesta segunda-feira palestrando para empresários

Em uma defesa enfática, o vice-presidente da República Hamilton Mourão afirmou nesta segunda-feira (17) que se a reforma da Previdência não acontecer as futuras gerações serão condenadas a trabalhar até a morte, não terão direito à aposentadoria e pensão.

Mourão passou a segunda-feira no Rio de Janeiro, onde esteve na Casa Firjan palestrando para empresários e depois foi homenageado com a maior comenda do município na Câmara dos Vereadores.

O vice-presidente também afirmou que a reforma da Previdência e a aprovação do pacote-anticrime do ministro Sergio Moro são as prioridades deste começo do governo de Jair Bolsonaro. Ele acredita que com as reformas estruturais o país vai dissipar incertezas, elevar o nível de confiança e atrair investimentos nacionais e internacionais.

Diferentemente de outros integrantes do governo, Mourão considera o texto apresentado na semana passada para a reforma equilibrado, balanceado e progressivo. Ele acredita que a aprovação da reforma será o primeiro passo a ser dado para arrumar as contas públicas brasileiras.

Mourão voltou a defender a cooperação com potências globais, como Estados Unidos e China, que ele visitou recentemente, e classificou Bolsonaro como um estadista que não está preocupado com a reeleição, e sim formar os alicerces para colocar o Brasil em um novo rumo.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga