Senadores pedem que PF investigue morte de Marielle Franco

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2018 08h01
Jefferson Rudy/Agência SenadoO senador Lindbergh Farias (PT) avaliou que a PF deve investigar o caso, já que Marielle Franco criticava a atuação da polícia nas comunidades do Rio

Os senadores defendem que a Polícia Federal investigue a morte da vereadora do PSOL do Rio de Janeiro, Marielle Franco, e o motorista Anderson Gomes. Os parlamentares manifestaram grande repúdio e classificaram o ocorrido como um atentado à democracia.

O senador Lindbergh Farias (PT) avaliou que a PF deve investigar o caso, já que Marielle Franco criticava a atuação da polícia nas comunidades do Rio e que resultava na morte de moradores: “espero que tenha apuração rigorosa, rápida por parte da Polícia Federal. O caso é gravíssimo, foi execução”.

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) defendeu, em nome do Senado, uma investigação rigorosa: “as condolências do Senado Federal e a nossa postura firme de exigência de apuração rápida, célere e eficaz para que essa execução não fique impune”.

E a morte da vereadora carioca pode pressionar os deputados a votarem um projeto que transfere à Polícia Federal a investigação de crimes praticados por milícias. Na avaliação do relator da matéria, o senador Randolfe Rodrigues (REDE), quando os crimes praticados por organizações paramilitares são investigados por órgãos ou autoridades locais, a chance da impunidade é muito maior: “não se tata de desconfiança da corporação, mas precisa de instituição de fora e independente para proceder essa investigação”.

O texto é de autoria do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, mas foi apresentado quando ele era senador. A proposta já foi aprovada pelo Senado e precisa passar pela Câmara para virar lei.

*Informações do repórter Arthur Scotti