Sete pessoas morrem em acidente envolvendo dois carros na região de Guarulhos, em SP

  • Por Jovem Pan
  • 10/07/2018 06h10
ReproduçãoO caso será investigado pelo 7º Distrito Policial de Guarulhos

Sete pessoas morreram em um acidente de trânsito, por volta das 18h de segunda-feira (09) em Guarulhos, na Grande São Paulo. Duas delas são crianças: Uma de 10 e outra de 11 anos. 

Segundo os bombeiros, um veículo capotou após colidir em outro na Rodovia SP 036, no 36 km, no sentido Nazaré Paulista.

Segundo a Polícia Militar, um carro Volkswagen Fox, que estava ocupado pelo casal Carlos Roberto Holanda, de 45 anos, e Joseane Maria Cavalcante, de 38 anos, perdeu o controle da direção, invadiu a pista contrária, capotou e bateu de frente no Chevrolet Celta, ocupado por outras sete pessoas.

Estavam no Celta o motorista Hiago Nunes Pinheiro, de 25 anos; a tia dele Ana Paula da Silva Ferreira, de 38 anos, e o esposo de Ana Paula, Fábio José Ferreira, de 41 anos. Também estavam no carro os filhos deles: Lucas da Silva Ferreira, de 15 anos, Ana Luiza da Silva, de 10 anos e outros dois sobrinhos do casal: Nathan Xavier Ferreira, de 12 anos e Yasmim Ferreira de Sales, de 11 anos.

No acidente sobreviveram apenas Lucas e Nathan, ambos foram internados no Hospital Geral de Guarulhos, localizado Alameda dos Lírios, 300 – Parque Cecap, Guarulhos.

Lucas passa por cirurgia na bacia. Já Nathan teve um ferimento no ombro e já foi liberado.

O pai de Hiago, Heleno, contou que família passava o feriado em sua casa como de costume. No fim da tarde, Hiago, que trabalha como motorista de Uber, chegou em casa do trabalho e ofereceu carona aos tios e primos.

Ainda segundo Heleno, o filho sempre levava os tios para casa e esse trajeto de Guarulhos até Nazaré Paulista era rápido e não demorava mais de quarenta minutos. Ele disse que o filho não bebia e não tinha vícios, e relatou que uma vizinha recebeu a ligação, veio em sua casa contar do acidente.

O pai de Hiago atribui a causa do acidente ao condutor do carro Fox, diz que ele estava em alta velocidade, porque o velocímetro do carro marcava aproximadamente 150 km/h.

A Polícia Rodoviária informou que a pista passa por reformas, mas que não pode dizer que esse tenha sido o motivo do acidente. 

Segundo a Polícia Civil, o acidente ainda é recente e as causas ainda precisam ser investigadas.

O caso será investigado pelo 7º Distrito Policial de Guarulhos.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore