Setor de máquinas e equipamentos reduz projeção de crescimento

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2019 08h47 - Atualizado em 28/08/2019 11h00
Governo de Santa Catarina/Divulgação/Agência BrasilO setor cresceu 2,4% em julho sobre junho e teve queda de 5,2% em relação a julho de 2018

A indústria de máquinas e equipamentos, um sinalizador do investimento em produção no Brasil, vai rever, para baixo, sua estimativa de crescimento para 2019. A variação deve cair de 7% para 3% ou 4%, de acordo com o presidente da Abimaq, José Velloso.

“A previsão com o PIB desse ano não é de um crescimento de retomada. Na questão do investimento, também estamos tendo um resultado aquém do que esperávamos. Começamos 2019 com uma previsão igual do ano anterior, um crescimento de 7% no faturamento de máquinas e equipamentos. Porém, no acumulado do ano, estamos com 2,4%. Estamos refazendo nossas previsões.”

O setor cresceu 2,4% em julho sobre junho e teve queda de 5,2% em relação a julho de 2018. A receita líquida abaixou de alta de 3,9% para 2,4% no crescimento acumulado de 2019.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos