Setor de serviços em São Paulo tem aumento de 20,9% no 1º semestre de 2021

Segundo pesquisa da Fecomercio, faturamento do período chegou a R$ 252 bilhões

  • Por Jovem Pan
  • 23/09/2021 06h46 - Atualizado em 23/09/2021 10h52
EFE/André CoelhoNa pesquisa mensal da Fecomercio, o mês de junho de 2021 apontou o maior rendimento da série se comparado a junho de 2020

O setor de serviços registrou aumento no primeiro semestre de 2021 em São Paulo. Segundo a Federação do Comércio, a alta é de 20,9% em relação a 2020, representando uma elevação de R$ 43,6 bilhões. O faturamento do período em 2021 chegou a R$ 252 bilhões e os grupos que mais se destacaram foram metodologia e comunicação, com aumento de 46,2%; agenciamento, corretagem e intermediação financeira, com elevação de 26%, e jurídicos, econômicos e técnico-administrativos, com 22,1%. Historicamente, o segundo semestre costuma sempre apontar resultados melhores que o primeiro. Todos os grupos registraram aumento no faturamento. Já o turismo foi o setor que sofreu com a pandemia, mas aos poucos vai tentando ganhar um fôlego.

Na pesquisa mensal da Fecomercio, o mês de junho de 2021 apontou o maior rendimento da série se comparado a junho de 2020. O faturamento do setor de serviços atingiu R$ 48,1 bilhões, com avanço de 26,1% no indicador, o que representa um valor superior nas receitas de R$ 9,9 bilhões. Apesar de ser o setor que mais demitiu por causa da rotatividade de pessoas, os comerciantes do setor de serviços também são os que mais contratam para repor o quadro de funcionários ou aumentar o número de profissionais para suprir a demanda do mercado.

*Com informações do repórter Maicon Mendes