Setor hoteleiro contabiliza prejuízos e deve ter retomada lenta

  • Por Jovem Pan
  • 08/06/2020 06h28 - Atualizado em 08/06/2020 08h07
Após uma paralisação quase plena, o ramo que é um dos mais afetados pela pandemia do coronavírus

Três em cada quatro hotéis devem retomar as atividades até julho. O levantamento é do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil. Após uma paralisação quase plena, o ramo que é um dos mais afetados pela pandemia do coronavírus começa a reabrir as portas. Mas a volta não deve ser robusta.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira de São Paulo, Ricardo Roman Jr. prevê um retorno lento para o setor.

Este também é o sentimento do presidente do Instituto de Desenvolvimento do Turismo, Bruno Omori para ele a recuperação, só se dará plenamente quando o fluxo de todos os setores for normalizado. A hotelaria de negócios viu a ocupação chegar a cerca de 10%.

A professora de turismo da Universidade de São Paulo, Mariana Aldrigui faz um prognóstico. Para ela, a retomada mesmo deve ficar apenas para meados do segundo semestre.

Vale lembrar que o Ministério do Turismo criou um selo de biossegurança, a fim de chancelar as atividades turísticas para que cumpram os requisitos e protocolos de higiene e limpeza como prevenção à Covid-19.

*Com informações do repórter Daniel Lian