Setor de máquinas e equipamentos cresce 0,7% em 2019

  • Por Jovem Pan
  • 28/01/2020 06h59
Newton Santos / Ofício da Imagem / AgrishowMercado de máquinas e investimentos está otimista para 2020

A indústria de máquinas e equipamentos sinaliza os investimentos no Brasil. O ano de 2019  foi marcado por queda acentuada nas exportações, 18 %, sobretudo pelos países do Mercosul e uma Europa em desaceleração, explica o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso.

“Já passou o fundo do poço, existe um otimismo grande do mercado que compra máquinas, de investimentos. Os nossos números para 2020 no mercado interno são para crescimento acima de dois dígitos, então retorna o nosso otimismo em relação aos investimentos no Brasil.”

Velloso ressalta que após anos de quedas nas atividades do país, em 2019 houve a recuperação no mercado brasileiro.  

“A grande novidade é que desde 2013, foi o primeiro ano que houve crescimento no consumo de máquinas e equipamentos no mercado doméstico. Essa crise brutal impactou fortemente os investimentos no mercado interno. Tivemos quedas, todos os anos, de 2013 a 2017. Em 2018, ‘andou de lado’, e em 2019, pela primeira vez, o mercado interno cresceu.”

A receita líquida do setor manteve estabilidade em 2019, com alta de 0,7%, na casa de R$ 82 bi e aumento de 15% no consumo aparente, que mede as vendas de máquinas nacionais e importadas no Brasil.

* Com informações do repórter Marcelo Mattos.