‘Só Previdência não traz investimentos’, diz Mansueto

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2019 07h11 - Atualizado em 25/10/2019 11h16
Marcelo Camargo/Agência BrasilPor conta disso, Mansueto ressaltou a importância das chamadas medidas pós-Previdência

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, reforçou o discurso oficial de que a aprovação da reforma da Previdência foi uma vitória e um avanço do estado brasileiro, mas que é preciso avançar mais.

Segundo ele, só a Previdência não vai garantir a retomada dos investimentos – uma vez que, no ano que vem, os gastos previdenciários ainda vão crescer cerca de R$ 50 bilhões.

Por conta disso, ele ressaltou a importância das chamadas medidas pós-Previdência, como: pacto federativo, reforma administrativa, reforma tributária e a chamada PEC emergencial que prevê, por exemplo, o acionamento de gatilhos da regra de ouro – que proíbe endividamento para pagamento de salários ou despesas de consumo.

A expectativa é de que um novo pacote de medidas seja anunciado e enviado ao Congresso Nacional na semana que vem. O secretário, no entanto, avalia que o cronograma aqui não é o mais importante

A reforma tributária, segundo ele, deve demorar um pouco mais e isso não é problema. De acordo com ele, um diálogo dentro do Congresso, tanto na Câmara quanto no Senado, que discutem propostas próprias.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin