Sociedade Brasileira de Pediatria lança manual para estimular prática de atividades físicas

  • Por Jovem Pan
  • 28/07/2017 06h52
JL02 WASHINGTON (ESTADOS UNIDOS) 12/08/2016.- Varios niños se refrescan en una fuente del parque Yards Park contemperaturas que alcanzaron los 35 grados Centígrados en Washington DC, Estados Unidos, hoy, 12 de agosto de 2016. Washington espera la llegada de una ola de calor con temperaturas que llegarán a los 43 grados. EFE/Jim Lo ScalzoO pediatra Ricardo do Rêgo Barros lembra ainda que o exemplo deve partir dos pais e do próprio médico, na prática de atividades físicas e cuidados com a saúde

Sociedade Brasileira de Pediatria lança um guia para orientar pais e responsáveis em como introduzir atividades físicas na rotina de crianças e adolescentes.

A iniciativa faz parte do compromisso que o Brasil assumiu com as Nações Unidas, em março deste ano, de combater à obesidade infantil.

O acordo foi firmado depois de uma alerta da ONU de que mais da metade da população brasileira está com sobrepeso. O relatório apontou que 7,3% das crianças menores de cinco anos estão acima do peso.

Com o objetivo de ajudar a mudar este quadro e reduzir as doenças causadas pela obesidade, a Sociedade Brasileira de Pediatria produziu o manual para incentivar a prática de atividades físicas.

O pediatra Ricardo do Rêgo Barros, que participou da produção da cartilha, explicou que a ideia é combater a inatividade de crianças e adolescentes.

O pediatra Ricardo do Rêgo Barros lembra ainda que o exemplo deve partir dos pais e do próprio médico, na prática de atividades físicas e cuidados com a saúde.

A cartilha, que está disponível na internet, recomenda também que as escolas repensem o modelo de aula tradicional, onde os alunos ficam sentados na maior parte do tempo.

Por fim, o estudo sugere uma série de ações a serem adotadas como políticas públicas no combate e na prevenção da obesidade e das doenças causadas pelo excesso de peso.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro