SP: Empresários acusados de vender joias roubadas nos Jardins são presos

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2019 07h15
Tânia Rêgo/Agência BrasilAção foi denunciada por uma cliente, que comprou joia roubada

A Polícia Civil de São Paulo prendeu, nesta segunda-feira (30), dois empresários do ramo de jóias nos Jardins. De acordo com os agentes da Quarta Delegacia, da Divisão de Investigações Sobre Crimes Contra o Patrimônio, eles são acusados de receptação de produtos ilegais, ou seja, usavam o negócio para receber material furtado e roubado.

A ação foi após denúncia de uma cliente, que descobriu que duas pulseiras de brilhantes adquiridas com a dupla tinham registro de furto. As jóias estão relacionadas a um assalto registrado no dia 28 de julho em um apartamento também nos Jardins.

Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em diferentes endereços e encontraram jóias, diamantes e ouro. Também foram apreendidos três carros e uma moto. Um dos veículos é blindado e possui luzes de viaturas policiais e placa oficial.

A Polícia vai levantar os produtos e as vítimas que tiveram peças furtadas ou roubados serão convocadas para reconhecimento. Os suspeitos indiciados por receptação qualificada.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos