SP: Moradores de rua acampam em frente à prefeitura e cobram ações de Covas

  • Por Jovem Pan
  • 08/07/2020 06h23 - Atualizado em 08/07/2020 08h19
Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo No fim de abril, Covas sancionou uma lei que permite que pessoas em situação de rua morem em quartos de alguns hotéis na cidade durante a pandemia

Em protesto contra o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, moradores acamparam na frente da sede da prefeitura, no centro da capital. Eles montaram barracas, tendas e levaram caixas de som para se manifestar contra a gestão municipal. Formado por cerca de 30 pessoas, o grupo cobrava mais políticas públicas em meio a pandemia e as baixas temperaturas do inverno.

No fim de abril, Covas sancionou uma lei que permite que pessoas em situação de rua morem em quartos de alguns hotéis na cidade durante a pandemia da Covid-19. Segundo o líder do movimento estadual da População em Situação de Rua, Anderson Miranda, até o momento nenhuma vaga foi disponibilizada.

Em nota, a Prefeitura de São Paulo disse que as pessoas em situação de rua estão sendo atendidas desde o início da pandemia com ações integradas pelas Secretarias Municipais de Assistência e Desenvolvimento Social e de Saúde. O executivo municipal afirmou que, entre diversas medidas, criou mais de mil novas vagas para acolhimento de pessoas em situação de rua desde março deste ano.

*Com informações do repórter Leonardo Martins