SP: Polícia desarticula quadrilha envolvida em furtos no cemitério da Consolação

  • Por Jovem Pan
  • 04/10/2019 07h03 - Atualizado em 04/10/2019 11h04
Wikimedia Commons Só nessa semana, local foi furtado quatro vezes

A Polícia Civil de São Paulo prendeu, nesta quinta-feira (3), três homens envolvidos com o furto e a recepção de estátuas no cemitério da Consolação. A Guarda Civil Municipal (GCM) abordou, durante a madrugada, dois indivíduos que transportavam duas estátuas de bronze cobertas em um carrinho de supermercado.

Os homens revelaram que os objetos seriam deixados em uma caminhonete localizada nas proximidades da Cracolândia, onde estaria o pagamento pelo furto, uma quantia de R$ 200 reais. Eles revelaram que o crime teria sido cometido a pedido de um homem conhecido como Souzinha, famoso na região da cracolândia por comprar objetos roubados.

A ocorrência foi registrada no 4º Distrito Policial, da Consolação. No endereço, a polícia encontrou o dinheiro, dois depósitos de ferro-velho e reconheceu o receptador, como explica a delegada responsável pelo caso, Karla Regina.

“Os policiais chegaram no local, encontraram esse caminhão, o baú estava com o cadeado entreaberto, havia esse valor de R$ 200 e o Souza se reservou ao direito de falar em juízo, não quis falar nada, mas ele foi reconhecido tanto pelos indiciados como também por funcionários do cemitério. Eles disseram que é muito comum Souzinha ser visto caminhando entre os jazigos existentes e fotografando as estátuas.”

Segundo ela, Souzinha selecionava a dedo as obras que seriam furtadas. “Essas imagens são escolhidas, acredito, pelo tamanho e pela posição em que ficam no jazigo. No caso, eles escolhem as estátuas deitadas, que são as que cabem no caminhão”, explica.

Os indiciados revelaram ainda que já tinham furtado peças do cemitério para vender para Souzinha. A investigação aponta que o receptador pretendia fundir as estátuas e vender o quilo do cobre a R$ 11, podendo arrecadar quase R$ 2 mil com os 180 quilos de cada estátua. Esse foi o quarto furto de estátuas no cemitério registrado só nesta semana.

*Com informações do repórter Renan Porto