Para minimizar burocracias, SP ganha ‘Poupatempo’ do empreendedor

  • Por Jovem Pan
  • 26/07/2019 06h40
Divulgação/PexelsDoria anunciou que empresas de baixo risco, não oferecem risco sanitário, ambiental ou de segurança, poderão ser abertas em apenas 24 horas

O Estado de São Paulo ganhou uma espécie de “Poupatempo” do empreendedor para facilitar a abertura e fechamento de empresas. O pleito é antigo e a redução da burocracia vai favorecer os procedimentos na hora de ter o próprio negócio.

A nova sede da Junta Comercial inaugurada no bairro da Lapa, Zona Oeste da capital paulista, prioriza a inovação e a tecnologia para agilizar os processos.

Cerca de 80 mil páginas estão sendo digitalizadas por dia. Ações que otimizam tempo e reduzem os custos para o empreendedor, como explica o governador de São Paulo, João Doria.

“Eliminando gradualmente papéis, carimbos e procedimentos retardatários que, normalmente, implicam em burocracia, hoje a junta caminha para ser 100% digital.”

O governador de São Paulo João Doria anunciou que empresas de baixo risco poderão ser abertas em apenas 24 horas. Na prática, são empresas que não oferecem risco sanitário, ambiental ou de segurança.

Já as empresas que precisam, por exemplo, de certificados mais complexos levarão mais tempo.

A próxima etapa será implantar uma parceria com os órgãos de licenciamento, para que no futuro abrir o próprio negócio seja ainda mais rápido.

A expectativa do governo de São Paulo é de que, até 2022, o empreendedor paulista consiga abrir uma empresa em apenas 3 horas.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro