STF julga nesta terça-feira se Flávio Bolsonaro tem direito a foro no caso das rachadinhas

Desvios teriam acontecido quando filho do presidente era deputado estadual; caso será avaliado pela Segunda Turma

  • Por Jovem Pan
  • 30/08/2021 09h59 - Atualizado em 30/08/2021 12h45
Jefferson Rudy/Agência SenadoNa última semana, o Superior Tribunal de Justiça suspendeu a tramitação de denúncias na Justiça do Rio de Janeiro contra Flávio e Queiroz

A defesa do senador Flávio Bolsonaro vive um clima de expectativa nesta semana, em torno do famoso caso da rachadinha da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Nesta terça-feira, 31, acontece um episódio considerado fundamental para o futuro das investigações. O Supremo Tribunal Federal vai iniciar o julgamento do recurso do Ministério Público do Estado contra a decisão que garantiu o foro privilegiado ao senador no caso das rachadinhas. A apreciação acontece pela Segunda Turma do STF, sob relatoria do ministro Gilmar Mendes. O suposto crime teria acontecido na época em que o filho do presidente Jair Bolsonaro era deputado estadual na Alerj.

Porém, Flávio conseguiu garantir a prerrogativa de foro como senador na investigação, embora os potenciais desvios tenham sido efetuados em outro mandato. Isso garantiu que o caso saísse da primeira instância e fosse para um órgão especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, gerando grandes polêmicas e enorme debate entre juristas e especialistas. Na última semana, o Superior Tribunal de Justiça suspendeu a tramitação de denúncias na Justiça do Rio de Janeiro contra o senador e o ex-assessor Fabrício Queiroz.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga