Sucesso no Encceja traz boa perspectiva para o Enem, diz MEC

  • Por Jovem Pan
  • 27/08/2019 06h54 - Atualizado em 27/08/2019 10h41
USP ImagensPara o ministro Abraham Weintraub, apesar de serem provas diferentes, o Encceja e o Enem são bem parecidas na aplicação

Mais de 1,1 milhão de pessoas fizeram no último domingo (25) o Encceja, Exame Nacional para Certificação de Competências e Jovens e Adultos. A prova serve para quem busca um certificado de conclusão do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio sem ter concluído esses níveis na escola.

O número de participantes deste ano foi 45% maior que o de 2018 e registrou o recorde do exame. Porém, a taxa de abstenção foi maior que 60%. Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, isso se deve ao fato de a prova ser gratuita.

O MEC considerou a aplicação do exame um sucesso, o que para os representantes da pasta, traz uma boa perspectiva para o Enem, que acontece no final do ano.
Apenas duas ocorrências foram registradas no Encceja. Na madrugada de domingo, um carro dos correios com pacotes de provas que foi furtado no Mato Grosso do Sul, mas foi encontrado a tempo pela Polícia com os pacotes inteiros. Já no Sergipe, faltou luz em uma escola e os candidatos vão refazer a prova.

Para o ministro Abraham Weintraub, apesar de serem provas diferentes, o Encceja e o Enem são bem parecidas na aplicação. “No Enem existe um estímulo para que ocorram mais fraudes. Mas, tirando essa questão, em termo de complexidade, são muito próximas.”

Mais de 6,3 milhões candidatos estão inscritos para o Enem deste ano, que acontece nos dias 3 e 10 de novembro. Segundo o MEC, as provas já começaram a ser impressas pela mesma gráfica que imprimiu os cadernos do Encceja.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, destacou uma novidade do Encceja que também será aplicada no Exame Nacional do Ensino Médio: um controle mais rígido sobre os celulares dos candidatos.

A previsão é que os gabaritos do Encceja estarão no site do Inep até o dia 6 de setembro. Já os resultados vão ser divulgados em dezembro, ainda sem data definida. Quem fez a prova e se sentiu prejudicado por algum incidente durante a aplicação, podem entrar com recursos também pelo site do Inep até esta sexta-feira (29).

*Com informações do repórter Levy Guimarães