Suíça devolve mais de R$ 1,1 bi ao Brasil em investigações da Operação Lava Jato

A Lava Jato tem acordo com 60 países, sendo a Suíça o mais importante nas investigações

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2019 07h09 - Atualizado em 30/04/2019 10h26
PixabayNa Procuradoria-Geral de Lugano, 75% das atividades estão relacionadas à Petrobras e ações de colaboração com o Brasil

Relatório da Procuradoria-Geral da Suíça detalha que mais de 300 milhões de francos suíços, cerca de R$ 1,1 bilhão, foram remetidos ao Brasil, ao final de 2018.

Dentro do balanço das atividades dos procuradores, as investigações que envolvem a Petrobras e a Odebrecht vão continuar como prioridades do órgão em 2019 em uma terceira fase.

Nas duas anteriores, foram analisadas pessoas que receberam e pagaram propina e a partir de agora, os procuradores suíços querem conhecer a participação dos funcionários e empresas do país no esquema.

No ano passado, dois processos foram abertos contra instituições financeiras da Suíça. Na Procuradoria-Geral de Lugano, 75% das atividades estão relacionadas à Petrobras e ações de colaboração com o Brasil.

A Operação Lava Jato tem acordo com 60 países, sendo a Suíça o mais importante nas investigações.

*Informações do repórter Marcelo Mattos