Supermercados do RJ registram crescimento no delivery de até 400%

  • Por Jovem Pan
  • 09/04/2020 07h15 - Atualizado em 09/04/2020 08h19
Agência BrasilSe entre 17 de março e 6 de abril a movimentação caiu 35%, as entregas em domicilio cresceram vertiginosamente

Os supermercados do Rio de Janeiro viveram no inicio da pandemia do novo coronavírus um verdadeiro boom. O aumento da demanda, segundo a Associação dos Supermercados do Rio de Janeiro, entre 17 de março e 6 de abril, chegou a 24%. Porém, a movimentação nas lojas caiu algo em torno de 35%.

Os produtos mais demandados nesses tempos de pandemia tem sido congelados, sucos, refrigerantes e álcool em gel. Há uma parceria, inclusive, dos mercados com fornecedores para vender o produto a preço de custo. Ainda assim, abusos de preços acontecem não só no álcool em gel, mas também em outros produtos.

Há reclamações de consumidores em relação aos ovos, que normalmente sobem nesse período de Páscoa, e hortifruti granjeiros. Fábio Queiroz, presidente da Associação dos Mercadistas do Rio de Janeiro, diz que as redes estão de olho nesse possível abuso e recomendou as pessoas que vetem preços abusivos.

“Não existe punição maior do que para quem pratica o preço abusivo do que você não comprar. Então opte por substituir o produto que você vê nitidamente um abuso, um aumento injustificável.”

Se entre 17 de março e 6 de abril a movimentação caiu 35%, as entregas em domicilio cresceram vertiginosamente. Em algumas redes do RJ, esse crescimento chegou a 400%. Por isso a demora nas entregas muitas vezes levam entre cinco e seis dias.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga