Supermercados projetam consumo maior para o Natal em 2023, aponta Abras

Cesta de Natal apresentou aumento de 9% no preço, que passou de R$ 290 para R$ 320 a nível nacional

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2023 11h19 - Atualizado em 03/12/2023 23h08
aleksandarlittlewolf/Freepik Mulher no supermercado lendo valores nutricionais de um produto na prateleira De acordo com a Abras, consumo deve ser maior no natal de 2023, em comparação com 2022

A pesquisa de Natal de 2023 da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) indica que 6 em cada 10 supermercadistas projetam um consumo superior para a data neste ano em comparação com 2022. Os destaques para o crescimento do consumo ficam para as bebidas alcoólicas (12%) e das proteínas (10%), segmento que contempla as aves natalinas, bacalhau, peixe, ovos, carne bovina e lombo. A cesta de Natal apresentou aumento de 9% no preço, que passou de R$ 290 para R$ 320 a nível nacional. A maior variação de preços deve ocorrer no Sudeste (12%), e a menor no Norte (4,5%). De acordo com o vice-presidente da Abras, Márcio Milan, a expectativa de alta vale para supermercados, hipermercados, atacarejos e e-commerce.

“A expectativa é de que o crescimento do consumo vai se manter contínuo, com crescimento ainda em novembro, em função da Black Friday, que teve uma influência muito grande nos últimos dias”, explicou Milan. Itens da mesma marca devem apresentar variação significativa nos preços a depender de onde eles sejam vendidos. O item com maior variação deve ser o azeite, com 94% de mudança entre o maior e o menor valor, seguido pelo panetone (50%) e o peru (20%). Os motivos são o nível de estoque, oferta e estratégia de preços.

*Com informações do repórter Victor Moraes

 

Supermercados projetem consumo maior para o Natal em 2023, aponta Abras

 

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.