Supremo deve decidir nesta terça (28) se Bolsonaro vira réu mais uma vez

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2018 06h45
Fábio Motta/Estadão ConteúdoBolsonaro responde a duas ações penais, acusado pelos crimes de injúria e incitação ao crime de estupro

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, terá uma ação julgada nesta terça-feira (28) pelo Supremo Tribunal Federal. A Corte vai analisar uma denúncia de racismo contra o deputado.

Em uma palestra no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, o capitão da Reserva ofendeu quilombolas. A denúncia, apresentada pela Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, afirmou que Bolsonaro usou expressões de cunho discriminatório, incitando o ódio e atingindo diretamente vários grupos sociais.

Em defesa entregue em junho ao STF, o candidato disse que a Procuradoria tirou suas frases de contexto para denunciá-lo. Ele defendeu que não induziu nem incitou o público da palestra a discriminar quilombolas e estrangeiros.

A pena para o crime atribuído a Jair Bolsonaro é de um a três anos de reclusão. A PGR pede o pagamento mínimo de R$ 400 mil por danos morais coletivos.

Inicialmente, o julgamento estava marcado para o dia 04 de setembro. Mas a pedido da defesa o candidato, o STF adiantou a sessão para analisar o caso.

Bolsonaro já é réu no Supremo, desde 2016. Ele responde a duas ações penais, acusado pelos crimes de injúria e incitação ao crime de estupro, em um caso que envolveu a deputado Maria do Rosário, do PT.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Arthur Scotti