Surto causa primeira morte por sarampo na argentina em quase 22 anos

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2020 08h51
Estadão ConteúdoGoverno argentino quer aproximar cidadãos das vacinas

A Argentina confirmou nesta quinta-feira sua primeira morte por sarampo no país em 22 anos. Um outro paciente foi vítima da dengue, doença que registra um surto no país. Segundo o ministro da Saúde argentino, Ginés Gonzáles García, os pacientes apresentavam um estado de saúde vulnerável.

Segundo Garcia, as pessoas eram moradoras da região metropolitana de Buenos Aires. Sem especificar a quem pertencia cada complicação, ele contou que os registros médicos continham imunodeficiência, patologias anteriores e um transplante.

“Infelizmente o que aconteceu nos últimos dias foi uma morte por sarampo, que não existia desde 1998 na Argentina, e o mesmo aconteceu com um caso de dengue”. Ele também apresentou um programa de acesso gratuito a medicamentos.

O ministro destacou que a Argentina têm vacinas contra a doença, e considera que deveria haver um esforço de conscientização a fim de aproximar as pessoas da forma de prevenção.”Não há problema de disponibilidade”, salientou, ao pedir auxílio da imprensa.

O surto de dengue já causou 16 mortes no Paraguai, país vizinho da Argentina. A região metropolitana de Buenos Aires possui 75 casos de infecção, e preocupa mais o país do que o coronavírus, de acordo com Garcia.

Em uma reunião realizada na última quarta-feira em Assunção, no Paraguai, García e os ministros da Saúde do Mercosul, incluindo o brasileiro Luiz Henrique Mandetta, disseram que o bloco está preparado para enfrentar possíveis casos de coronavírus, mas descartam que a doença possa se espalhar pela região, devido ao distanciamento da Ásia e às diferenças climáticas com o hemisfério norte.

* Com informações da EFE.