Suspeito de matar palmeirense responderá por homicídio doloso e qualificado por motivo fútil

  • Por Jovem Pan
  • 14/07/2017 07h11 - Atualizado em 14/07/2017 11h12
Imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas para apurar a participação de outras pessoas no crime

O torcedor corintiano Anderson da Cruz Andrade, suspeito de matar a facadas o torcedor do Palmeiras Leandro de Paula Zanho na madrugada desta quinta-feira (13), responderá pelos crimes de homicídio doloso (com intenção de matar) e qualificado por motivo fútil, além de lesão corporal.

As informações foram divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública.

A pasta ainda informou que o caso será investigado pelo 91º DP, na região do Ceagesp, e que imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas para apurar a participação de outras pessoas no crime.

A briga começou depois do clássico paulista disputado na Arena Palmeiras.

A vítima passava por uma avenida na região central de São Paulo com sentido a Santo André, onde morava, quando passou em frente a um grupo de corintianos que estavam em uma borracharia.

O grupo começou a provocar o torcedor, que desceu do carro e foi tirar satisfações, sendo esfaqueado.

Leandro chegou a ser socorrido com vida e passou por cirurgia na madrugada desta quinta-feira na Santa Casa, mas não resistiu.

Segundo o hospital, “o paciente deu entrada em estado grave, com instabilidade hemodinâmica, necessitando intervenção cirúrgica, mas seguiu instável e morreu na manhã desta quinta-feira.

A polícia apreendeu um facão e uma barra de ferro na borracharia onde ocorreu a briga.

Leandro de Paula Zanho tinha 38 anos e deixa três filhos.

*Informações do repórter Fernando Martins