Tabata Amaral vai aguardar decisão do TSE antes de definir novo partido

  • Por Jovem Pan
  • 01/11/2019 06h42 - Atualizado em 01/11/2019 07h17
Cleia Viana/Câmara dos DeputadosA deputada Tabata Amaral participou nesta quinta da segunda edição do SindiMais, evento voltado para o mercado de trabalho

A deputada Tabata Amaral disse que prefere esperar a conclusão do processo por perseguição partidária aberto por ela no Tribunal Superior Eleitoral, antes de decidir para qual legenda vai.

A parlamentar quer deixar o PDT após sofrer represálias por não seguir a orientação do partido e votar a favor da reforma da Previdência.

Tabata Amaral afirmou que ainda não se reuniu com outras legendas e garantiu que vai escolher alguma que seja progressista como ela.

“Eu vou buscar um partido onde minhas ideias de agenda social façam sentido, não acho que seja um partido de direita – como dizem. Mas eu também tenho a preocupação de encontrar um partido que tope se renovar de alguma forma. Não tem partido perfeito hoje.”

Um grupo coordenado pela deputada apresentou na última terça-feira (29) projetos nas áreas de saúde, saneamento, educação e mercado de trabalho.

A parlamentar acredita que a Câmara vai instalar as Comissões Especiais para debater a agenda social ainda em 2019. “São cinco pilares e queremos fazer de cada pilar uma Comissão Especial. Vai depender muito da Câmara o que a gente consegue concluir.”

A deputada Tabata Amaral participou nesta quinta da segunda edição do SindiMais, evento voltado para o mercado de trabalho.

*Com informações da repórter Nanny Cox