Temer agradece aliados, mas expectativa de reforma ministerial pode frustrar Centrão

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2017 06h20 - Atualizado em 04/08/2017 10h31
Na semana que vem, o presidente pretende ir à São Paulo encontrar com empresários e vai reafirmar o discurso de que nunca se fez tanto na área econômica

No Palácio do Planalto esta quinta-feira (03) foi dia de agradecer o apoio dos aliados que garantiram o arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer.

Pessoalmente, o peemedebista conversou com as lideranças e o objetivo é, a partir de agora, reorganizar a base aliada. Por isso, o presidente tem demonstrado resistência em mexer na estrutura da Esplanada dos Ministérios.

O Centrão, por exemplo, cobra uma reforma ministerial até para reacomodar o que eles chamam de “aliados mais fiéis”. O objeto de desejo são as pastas hoje comandadas pelo PSDB que votou dividido na Câmara.

O discurso dentro do Governo, no entanto, é que para garantir a aprovação da reforma da Previdência é preciso manter a base como ela é hoje e que fazer alterações nesse momento poderia dificultar as negociações.

Na semana que vem, o presidente pretende ir à São Paulo encontrar com empresários e vai reafirmar o discurso de que nunca se fez tanto na área econômica e que o atual Governo tirou o País de uma das piores recessões da história.

Também na próxima semana, a ideia é reunir os aliados para o Governo saber o que efetivamente pode ser aprovado na reforma da Previdência.

*Informações da repórter Luciana Verdolin