Temer desiste de editar Indulto de Natal e deixa decisão para Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 31/12/2018 08h33
Divulgação/Palácio do PlanaltoTemer flexibilizou as regras do indulto em 2017

O presidente da República, Michel Temer, não vai editar indulto de natal em 2018. A decisão foi confirmada neste domingo (30) por interlocutores do emedebista.

Durante os últimos dias, houve uma indefinição do governo na concessão ou não do perdão judicial a condenados por crimes não violentos. Em 2017, Temer flexibilizou as regras e, na prática, abriu a possibilidade para que corruptos tivessem as penas perdoadas.
 Diante disso, partes do texto estão vetadas pelo Supremo Tribunal Federal.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, Temer tinha em mãos a proposta do órgão responsável por elaborar o indulto, que previa regras mais duras para a concessão do benefício neste ano.

Mas de acordo com pessoas próximas ao presidente, ele teria preferido deixar a decisão da questão para o presidente eleito Jair Bolsonaro, do PSL, que assume no dia primeiro de janeiro.

Esta será a primeira vez desde a redemocratização que o Indulto de Natal não será editado.