Temer é absolvido em acusação de obstrução de Justiça

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2019 05h58
EFE/Joédson AlvesSegundo o magistrado, as evidências são frágeis e não há semelhança entre a denúncia e a divulgação do então PRG, Rodrigo Janot

O ex-presidente Michel Temer foi absolvido no caso em que era acusado de obstrução de justiça pela conversa com o empresário Joesley Batista.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (16) pelo juiz Marcos Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal.

Segundo o magistrado, as evidências são frágeis e não há semelhança entre a denúncia e a divulgação do então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Reis Bastos afirmou que o Ministério Público Federal teria adulterado a transcrição do diálogo entre Michel Temer e Joesley Batista, divulgado em maio de 2017 por Janot.

No áudio, o empresário da JBS diz que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro, uma mesada para que eles permanecessem calados na prisão. Temer respondeu Joesley dizendo:” Tem que manter isso, viu?”

Na época, o PGR afirmou que a fala de Temer era uma tentativa de silenciar o operador Lúcio Funaro e o ex-deputado Eduardo Cunha.

No entanto, o juiz ainda concluiu que o conteúdo do áudio não permite afirmar que o ex-presidente estava estimulando Joesley a realizar pagamentos periódicos.

Com a decisão do juiz, o empresário Joesley Batista também foi absolvido da acusação.

*Com informações da repórter Camila Yunes