Temer rearticulava mudanças nos ministérios quando soube da prisão de aliados

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2018 08h11
EFE/Joedson AlvesPresidente Michel Temer pode ser alvo da terceira denúncia no STF

Quando foi informado da prisão dos seus aliados, José Yunes e Coronel Lima, Temer rearticulava a reacomodação partidária, com as mudanças nos ministérios que serão anunciadas nos próximos dias. São ao todo 15 em ministérios, secretarias nacionais e diretorias de estatais. A estratégia, agora, pode mudar.

É que os ministros políticos já contam com a possibilidade de apresentação de uma nova denúncia contra Temer no STF. Seria a terceira. Neste caso, a base governista teria de ser mobilizada mais uma vez para evitar a autorização. A dificuldade, agora, seria maior.

A operação Skala investiga o pagamento de propina para a assinatura do decreto que beneficiou o setor de portos. Foram presos José Yunes e o Coronel Lima. Também prendeu outro aliado, o ex-ministro Wagner Rossi, pai do líder do MDB na Câmara, deputado Baleia Rossi.

*Com informações do repórter José Maria Trindade