Temer volta atrás e desiste de antecipar reforma ministerial

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2017 06h33
Ana Volpe/SenadoSão 18 ocupantes de cargos na Esplanada dos Ministérios que serão candidatos no ano que vem

Os ministros que serão candidatos no ano que vem batem o pé e não querem sair do Governo agora. Correm para inaugurações, obras, fazer acordos e buscar apoios para a disputa eleitoral.

A reclamação foi tanta que o presidente Michel Temer ouviu e decidiu interromper a ideia de fazer logo a reforma. São 18 ocupantes de cargos na Esplanada dos Ministérios que serão candidatos no ano que vem. Um desfalque grande demais.

A dúvida está em dois Ministérios: Gilberto Kassab, de Ciência e Tecnologia e Comunicação, e Marcos Pereira, de Indústria e Comércio. É que os dois são investigados na Lava Jato e, fora do Governo, cairiam na Justiça comum.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, fica até o último dia: 06 de abril.

*Informações do repórter José Maria Trindade