Teto de gastos limita orçamento na área da segurança pública

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2019 06h27
PixabayO secretário nacional, Guilherme Theophilo, explicou que o Sistema Único deveria receber R$ 1,2 bilhão, mas o valor será cortado pela metade

Teto de gastos limita orçamento da segurança. O secretário nacional, Guilherme Theophilo, explicou que o Sistema Único de Segurança Pública deveria receber R$ 1,2 bilhão, mas o valor será cortado pela metade.

“Nós temos uma transferência do Fundo Nacional de Segurança Pública 50% é transferência direta do fundo federal para o estadual, mas seria R$ 1,2 bilhão,mas temos lei que chama teto de gastos e isso nos limitou a R$ 500 milhões. O que se debate é alargamento orçamentário”, disse.

Os secretários estaduais de segurança pública participam, em Brasília, da reunião do Conselho Nacional.

O secretário de Segurança da Bahia, Maurício Teles Barbosa, avaliou que os Estados deveriam ser mais ouvidos no projeto anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro, mas cobrou maior participação dos Estados: “a apresentação foi feita pelo ministro e já encaminhada ao Congresso. Gostaríamos de ter tido tempo maior para apresentar nossas sugestões para serem encaminhadas em conjunto”.

O Sistema Único de Segurança foi criado no Governo Temer pelo ministro Raul Jungmann. A reunião do Conselho Nacional de Secretários de Segurança Pública será finalizada nesta quarta-feira (20) em Brasília.

*Informações do repórter Marcelo Mattos