Theresa May deixa liderança do Partido Conservador do Reino Unido nesta sexta

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2019 11h11
EFEEsta sexta-feira (7) é o último dia oficial de Theresa May no cargo de primeira-ministra

Theresa May deixa oficialmente a liderança do Partido Conservador do Reino Unido nesta sexta-feira (7). A segunda mulher a ocupar o cargo de primeira-ministra vai seguir na posição, no entanto, pelas próximas semanas enquanto a pessoa que vai sucedê-la é escolhida.

O processo começa na próxima segunda (10) e deve estar concluído no final de julho, antes do recesso parlamentar.

Depois de liderar a Grã Bretanha por quase três anos, May entrega o país pior do que encontrou. É verdade que coube a ela uma missão praticamente impossível: entregar o Brexit sem prejudicar o futuro britânico.

Mas também é verdade que May fez uma série de trapalhadas que bagunçaram ainda mais a situação. Com destaque para a eleição geral que ela mesma convocou em 2017 para aumentar sua maioria na Câmara dos Comuns. Contrariando a avaliação geral e as pesquisas de opinião, May perdeu cadeiras e acabou numa situação frágil e insustentável.

Depois de dois adiamentos do Brexit, a nova data para separação agora é 31 de outubro. A principal questão para escolha da nova pessoa que ocupará o cargo de primeiro-ministro é como ela irá lidar com o prazo.

Um dos candidatos já ameaçou inclusive fechar o parlamento até a data para garantir que o país vai sair da União Europeia na marra.

O favorito no momento, o ex-prefeito de Londres Boris Johnson, acha que o divórcio sem acordo também é o caminho a ser seguido. Mas foi esse mesmo Boris Johnson que liderou a campanha do divórcio contando mentiras descaradas sobre a União Europeia.

*Com informações de Ulisses Neto