Toffoli defende ‘revolução tecnológica’ do Judiciário em encontro com ministros dos Brics

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2019 08h58 - Atualizado em 26/10/2019 12h04
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDORepresentantes da Rússia, China e África do Sul também deram mais detalhes do uso da tecnologia no Judiciário de cada país

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, disse que a revolução tecnológica do Judiciário deve ser contínua. O ministro, que também é presidente do Conselho Nacional de Justiça, discursou nesta sexta-feira (25) na Conferência Inaugural do Seminário das Altas Cortes do BRICS.

Para Dias Toffoli, a Justiça deve desenvolver e aprimorar práticas e soluções que promovam o ingresso na era digital.

“O nosso objetivo maior é o continuo aprimoramento tecnológico voltado à promoção de uma maior segurança jurídica e uma prestação jurisdicional célere e efetiva para o cidadão.”

O presidente do STF citou iniciativas da Corte na área, como o Plano de Transformação Digital, o Plenário Virtual e outras ferramentas de inteligência artificial adotadas.

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, também participou do evento e destacou a eficiência da urna eletrônica, utilizada há mais de 22 anos.

“Símbolo da nossa democracia, a urna eletrônica de votação está sendo utilizada com sucesso há mais de 22 anos e representa importante conquista da sociedade brasileira. Temos um sistema eletrônico de votação confiável, internacionalmente conhecido, com a divulgação dos resultados das eleições em tempo recorde de forma automatizada e segura.”

Representantes da Rússia, China e África do Sul também deram mais detalhes do uso da tecnologia no Judiciário de cada país.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro