Três casos de violência contra a mulher são investigados no Rio de Janeiro

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2019 07h29
PixabayDois homens foram presos; um terceiro está foragido

Nesta terça-feira (8), as investigações de dois casos de feminicídio avançaram no Rio de Janeiro. Em um deles, a polícia prendeu Nilton Pereira, conhecido como Neném, responsável pela morte de uma estudante de 26 anos no primeiro semestre deste ano.

Ele jogou o corpo da mulher em um rio em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, mas as motivações do crime ainda são desconhecidas. Ele estava foragido desde 2017, quando recebeu o benefício de visitar a família em casa, e nunca mais retornou ao presídio.

Foi preso, também nesta terça-feira (8), um homem suspeito de matar sua ex-companheira, que estava grávida. A suspeita é que a gravidez da mulher era indesejada e, por isso, o criminosos teria decidido tirar a vida da criança e da mãe.

O corpo da moça foi encontrado boiando em uma praia de Niterói e o acusado foi preso enquanto tentava fugir pela ponte Rio-Niterói, principal ligação entre as duas cidades do Estado do Rio de Janeiro.

Apesar das prisões, continua foragido o homem que esfaqueou a mulher oito vezes, no pescoço e na cabeça, no último final de semana, no bairro de Benfica, na capital do Rio. Segundo informações preliminares, ele estava inconformado com o fim do relacionamento.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga