TRF2 discute pedido de habeas corpus de Pezão nesta quarta (20)

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2019 06h30 - Atualizado em 20/03/2019 10h13
Fernando Frazão/Agência BrasilO ex-governador foi denunciado pelo MPF por dar sequência ao esquema de propina e corrupção montado por seu antecessor Sérgio Cabral

A soltura do ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, estará em pauta no Tribunal Regional Federal da 2ª Região nesta quarta-feira (20). a defesa tenta habeas corpus em favor do ex-governador, que está preso desde novembro do ano passado em Niterói.

Outros presos na Operação Boca de Lobo também podem ganhar a liberdade caso o TRF2 conceda habeas corpus.

Pezão foi preso dentro do Palácio Laranjeiras, sede do governo do Estado. Ele foi surpreendido, mas antes de ir para a cadeia pediu que tivesse o direito de terminar seu café da manhã.

O ex-governador foi denunciado pelo MPF por dar sequência ao esquema de propina e corrupção montado por seu antecessor Sérgio Cabral, que foi condenado a mais de 200 anos de prisão e é réu em mais de 20 processos que tramitam na Justiça do Rio de Janeiro.

Pezão foi acusado de crimes como lavagem de dinheiro, organização criminosa e corrupção. Ele teria não apenas dado continuidade ao esquema de Cabral, mas também o aperfeiçoado.

O Ministério Público do RJ é contra a soltura de Pezão e entende que ele não pode sair da cadeia uma vez que as investigações dão conta de que ele teria embolsado cerca de R$ 40 milhões em propina.

*Informações do repórter Rodrigo Viga