Tribunal Superior do Trabalho considera greve dos Correios abusiva

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2017 07h17 - Atualizado em 29/09/2017 10h55
Fotos PúblicasSegundo a empresa, apenas o setor de distribuição foi atingido com o movimento

O vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, o ministro Emmanoel Pereira, reconheceu como abusiva a greve dos Correios, que já dura dez dias.

No despacho, o ministro declarou que houve adesão à greve quando as negociações entre os Correios e as federações que representam os funcionários ainda não tinham sido encerradas.

Nesse caso, o ministro deu aos Correios o poder de decidir quais providências quer tomar, já que no entendimento do magistrado não há greve, mas simplesmente ausência do trabalho por parte dos funcionários que aderiram ao movimento.

A Fentec, uma das federações dos funcionários, disse que os funcionários vão continuar paralisados porque o início da greve não impedia em nada a continuidade das negociações e, por isso, não enxerga a mesma abusividade que o Tribunal superior do Trabalho.

A paralisação começou no último dia 19, depois que as duas federações que representam os trabalhadores dos Correios em todo o Brasil não concordaram com o reajuste salarial de 3% oferecido pela estatal.

Segundo a empresa, apenas o setor de distribuição foi atingido com o movimento. Mesmo com parte dos funcionários em greve, o atendimento nas agências continua.

*Informações do repórter Caio Rocha