Trump revoga credencial de segurança de ex-diretor da CIA

  • Por Jovem Pan
  • 16/08/2018 06h54 - Atualizado em 16/08/2018 09h57
EFE/Jim Lo ScalzoTrump justificou a revogação dizendo que Brennan politizou e, em alguns casos, monetizou o serviço

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cancelou a credencial de segurança do ex-diretor da CIA, John Brennan. Ele justificou a revogação dizendo que Brennan politizou e, em alguns casos, monetizou o serviço.

Segundo Trump, o ex-diretor usou acesso privilegiado a informações confidenciais para semear o caos sobre o governo.

As tensões entre as duas autoridades não são recentes: desde 2016, durante a campanha eleitoral, Trump e Brennan trocaram indiretas pelo Twitter. Nesta semana, o ex-diretor do Serviço Secreto norte-americano disse na rede social que Trump nunca entenderá o significado de ser presidente e que é perigoso para a nação.

A decisão do chefe de Estado foi anunciada pela secretária de imprensa da Casa Branca. Em uma coletiva de imprensa, Sarah Sanders explicou que o presidente acha que esse tipo de acesso é inapropriado uma vez que os oficiais deixaram o cargo.

Por meio de nota, Trump disse ainda que o ex-diretor teria usado informações para validar o que chamou de “ataques políticos”.

Depois da decisão desta quarta-feira, o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que avalia cancelar as credenciais de outros ex-diretores da CIA e antigos oficiais do governo.

*Informações da repórter Nanny Cox