TSE recebe lista com mais de 7 mil gestores com contas irregulares

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2018 06h14
DivulgaçãoTSE vai repassar a lista para candidatos, partidos, coligações e Ministério Público Eleitoral, que podem pedir a impugnação dos nomes citados

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu uma lista com 7.431 gestores públicos que tiveram as contas julgadas como irregulares pelo Tribunal de Contas da União. A relação mostra ex-governadores, ex-prefeitos, secretários e até dirigentes de ONG’s. E vai sofrer mais alterações até o dia das eleições.

Agora, o TSE vai repassar a lista para candidatos, partidos, coligações e Ministério Público Eleitoral, que podem pedir a impugnação dos nomes citados caso eles se candidatem neste ano.

Segundo o presidente do Tribunal, ministro Luiz Fux, é o primeiro indício de que um candidato é ficha suja. “Esse fato cria o primeiro indício de incidência a lei da Ficha Limpa. Esses gestores podem ser considerados Fichas Sujas porque cometeram irregularidades pelo simples fato de comete-las”, disse Fux.

O simples fato de aparecer na lista não faz da pessoa inelegível pela Lei da Ficha Limpa.

Caso registrada, a candidatura é analisada do TSE, que declara inelegível caso fique comprovado que a prestação de contas do candidato causou danos à máquina pública, com participação direta dele.

O ministro Luiz Fux voltou a dizer que fichas sujas não vão ter a candidatura aceita pelo TSE. Questionado sobre o caso do ex-presidente Lula, ele disse que o Tribunal vai ser rápido na análise. “Até o dia 14 o Tribunal será célere. E tenho certeza que será também assim que a ministra Rosa assumir”, explicou.

A lista completa com as contas irregulares pode ser acessada no site do TCU.

*Com informações do repórter Levy Guimarães