TSE rejeita candidatura de Acir Gurgacz ao governo de Rondônia

  • Por Jovem Pan
  • 05/10/2018 09h01 - Atualizado em 05/10/2018 09h02
Marcelo Camargo/Agência BrasilComo as urnas eletrônicas já estão lacradas e não dá mais tempo de retirar nomes, os votos para Acir vão ser considerados nulos

O senador Acir Gurgacz, candidato ao governo de Rondônia pelo PDT, foi barrado da disputa pelo TSE.

O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou a candidatura com base na Lei da Ficha Limpa em decisão monocrática do ministro Jorge Mussi. O político foi condenado em fevereiro deste ano pelo STF por fraude contra o sistema financeiro entre 2003 e 2004, quando era dono de uma empresa de transporte.

A sentença prevê quatro anos e seis meses de prisão em regime semiaberto e pagamento de 228 dias-multa.

O senador ainda não cumpre pena devido ao período eleitoral.

A candidatura já tinha sido indeferida por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, fazendo com que ele entrasse com recurso no TSE, que foi negado. Ele ainda pode recorrer ao plenário do TSE.

Em nota, Acir Gurgacz afirmou que vai respeitar a decisão da Justiça Eleitoral, certo de que ela será alvo dos recursos cabíveis. O senador destacou ainda que o procedimento é normal de um processo e disse que confia que o pleno do TSE vai reparar a decisão, que ele classifica como injusta.

Acir também se disse vítima do velho jeito de se fazer política em Rondônia. Como as urnas eletrônicas já estão lacradas e não dá mais tempo de retirar nomes, os votos para Acir vão ser considerados nulos.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Levy Guimarães