UBSs de São Paulo passam a oferecer vacina contra febre amarela sem agendamento

  • Por Jovem Pan
  • 19/03/2018 08h32
Rovena Rosa/Agência BrasilA meta da prefeitura é vacinar pelo menos 95% da população

A campanha de vacinação contra a febre amarela terminou sexta-feira (16) no Estado. No entanto, para atingir a meta vacinal, a prefeitura de São Paulo intensifica o trabalho e prorroga o trabalho. Neste sábado (17), o movimento foi baixo penas unidades de saúde.

A meta de imunizar 3,9 milhões de pessoas não foi alcançada, pois até agora pouco menos de 2,5 milhões foram vacinados.

O infectologista Jean Gorinchteyn, do Instituto Emilio Ribas, reforçou a importância da vacinação.

A baixa na procura, estimam as autoridades, se deve à desconfiança da eficácia da vacina fracionada, o que não procede. Segundo o médico Jean Gorinchteyn, a vacina é eficaz e, sobretudo, segura.

A partir desta segunda-feira (19), todas as 466 unidades básicas de saúde da cidade oferecerão a vacina, sem necessidade de comprovação de residência ou agendamento.

A meta da prefeitura é vacinar pelo menos 95% da população.

*Informações do repórter Fernando Martins