UBSs que estenderem horário de funcionamento receberão mais recursos do Governo, garante ministro

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2019 06h37
Fátima Meira/Estadão ConteúdoO chefe da pasta fez o anúncio nesta terça-feira (09) durante a Marcha dos Prefeitos, evento que ocorre em Brasília

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) que estenderem o horário de funcionamento receberão mais recursos do Governo Federal. O chefe da pasta fez o anúncio nesta terça-feira (09) durante a Marcha dos Prefeitos, evento que ocorre em Brasília.

As UBSs são gerenciadas pela Prefeitura, mas recebem verba do Governo Federal. Os gestores de cada município decidirão quais unidades devem ter o horário ampliado. Hoje em dia, a maior parte das unidades de saúde funciona 40 horas por semana.

A proposta do ministro é que as unidades passem a funcionar de 60 a 75 horas por semana, ficando abertas também durante o almoço e criando uma espécie de terceiro turno com atendimento à noite. As UBSs também poderão ficar abertas aos sábados e domingos.

O ministro da Saúde afirmou que a medida deve ajudar a evitar a lotação de outros serviços, como hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

Para aderir ao horário estendido, as UBS precisam atender a alguns requisitos como reservar uma parte da agenda para atendimentos sem hora marcada e não diminuir o número de equipes da saúde da família que atuam no município.

*Informações da repórter Mariana Janjácomo