UFRJ pode interromper aulas e serviços por falta de recursos

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2019 08h48
Divulgação/Raphael Pizzino UFRJ enfrenta uma das maiores crises de sua história

A UFRJ, uma das principais universidades do Brasil, pode interromper aulas e serviços até o mês de setembro por falta de dinheiro.

De acordo com a reitoria, o orçamento para o exercício de 2019 foi muito contingenciado, o que compromete o funcionamento da estrutura no segundo semestre, que começou para os alunos nesta segunda-feira (5).

Por meio de comunicado, a UFRJ informou que até o mês de junho de 2019, as liberações de empenho permitiram apenas a manutenção dos contratos, com dois meses de salários atrasados.

A mudança no padrão de liberação por parte do MEC, iniciada em julho, acarretou em redução de 5% no orçamento para o custeio, permitindo que a instituição pagasse parte das despesas do mês de maio.

Com isso, segundo a instituição, despesas necessárias e rotineiras para o funcionamento, como energia elétrica, água, material de limpeza, vigilância, alimentos para refeitório e materiais para laboratórios ficam comprometidos e correm riscos de não serem pagos e consequentemente os fornecedores suspenderem a entrega dos produtos.

A UFRJ disse que adotou uma série de medidas como redução de despesas de passagens, suspensão na distribuição de orçamento interno às unidades e até suspensão de investimentos previstos para 2019 para tentar enfrentar a crise.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga