União Europeia faz consulta pública e horário de verão pode acabar de vez no continente

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan
  • 30/08/2018 08h30
EFE/ Neil HallPara se ter uma ideia, mais de 4,6 milhões de pessoas participaram da consulta, o que a tornou a maior já realizada pelos burocratas do bloco

Assim como no Brasil, o horário de verão divide opiniões na Europa e o que não faltam são pedidos para acabar com o esquema.

Uma consulta pública feita pela União Europeia mostrou uma forte reação contra as duas mudanças anuais no relógio.

Para se ter uma ideia, mais de 4,6 milhões de pessoas participaram da consulta, o que a tornou a maior já realizada pelos burocratas do bloco.

Segundo reporta o Financial Times, a grande maioria dos participantes quer o fim do horário de verão.

Normalmente, a mudança de uma hora no relógio é bem longa – em 2018, por exemplo, serão mais de sete meses com o esquema.

O horário de verão foi introduzido na Inglaterra durante a primeira guerra mundial – a maior parte dos países europeus só adotou o sistema mais tarde, durante os anos 1970 durante a crise do petróleo.

Hoje porém não há economia significativa de energia e os europeus questionam porque raios as mudanças no horário continuam acontecendo.

Na Alemanha, por exemplo, uma pesquisa recente mostrou que 73% dos entrevistados querem acabar com o esquema, que para muitos causam, no mínimo, incômodos para a saúde.

Finlândia e Lituânia já pediram oficialmente que o horário de verão seja encerrado, mas para isso é necessária uma iniciativa de Bruxelas, com debates no parlamento europeu e aprovação dos integrantes do bloco.