Uso da capacidade industrial tem pior nível em 30 anos, aponta Abiquim

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2019 09h40
Governo de Santa Catarina/Divulgação/Agência BrasilNo acumulado do ano, o nível de utilização foi de 70%

As empresas do setor químico atingiram, em julho, 65% de utilização da capacidade instalada de uso industrial. Esse foi pior índice registrado pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) há 30 anos, desde que iniciou o levantamento, em 1989. No acumulado do ano, o nível de utilização foi de 70%, abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, quando foi de 76%.

Para a diretora de Economia e Estatística da Abiquim, Fátima Giovanna Coviello Ferreira, a falta de competitividade no setor é o principal fator influenciador no resultado abaixo do esperado. “Essa situação é agravada pelo fato de que as importações cresceram 10%, alcançando 40% do mercado. Esse cenário é explicado pela falta de competitividade do setor, que é atribuída ao elevado custo de energia, de matéria prima e a questões de logística, que impactam seriamente o nosso setor”, explicou.

A Abiquim aguarda a concretização das mudanças no mercado de gás, anunciado pelo governo federal, com a promessa da redução sensível do preço da energia para a matéria prima da petroquímica.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos