Uso obrigatório de máscaras no RJ faz taxa de isolamento cair

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2020 07h04 - Atualizado em 28/04/2020 08h10
Lucas Lacaz/Estadão ConteúdoA preocupação é tao grande que Marcelo Crivella mandou um recado para a população carioca

Desde que o uso de máscaras se tornou obrigatório na cidade do Rio de Janeiro por força de um decreto do prefeito Marcelo Crivella, o volume de pessoas nas ruas com o equipamento de proteção individual aumentou nitidamente.

Ao mesmo tempo, existe uma preocupação da parte das autoridades porque muitas pessoas se encorajaram e foram estimuladas a sair de casa e ir as ruas só porque estão utilizando a máscara de proteção.

Tanto é que a taxa de isolamento tem caído no Rio de Janeiro. Na semana passada, por exemplo, beirava 49% — enquanto a recomendação da OMS é que seja de 70% para que as medidas de confinamento tenham sucesso.

A preocupação é tao grande que Marcelo Crivella mandou um recado para a população carioca: máscara de proteção não é passaporte para as pessoas irem as ruas. “As máscaras não são um passaporte para a gente sair, não. É a proteção para aqueles que tem obrigação de sair por atividades essenciais.”

O uso de mascaras no Rio de Janeiro tem caráter educativo, não punitivo.E há outras cidades que também estão ou obrigando ou recomendando que as pessoas saiam as ruas com a mascara de proteção — seja profissional, semi ou caseira.

São elas: Rio capital, Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias, Petrópolis e Teresópolis.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga