USP e Unicamp caem posições no ranking mundial de empregabilidade

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2018 07h07 - Atualizado em 13/09/2018 07h18
WikipediaLíder nacional, a Universidade de São Paulo desceu seis posições e foi do 61º lugar para o 67º

As universidades brasileiras caíram no índice mundial de empregabilidade realizado pela consultoria britânica QS. Líder nacional, a Universidade de São Paulo desceu seis posições e foi do 61º lugar para o 67º.

A Unicamp, a segunda melhor universidade do Brasil, estava no grupo das 200 a 250 melhores universidades do mundo em termos de empregabilidade. Agora a instituição fica entre as 250 a 300 melhores.

A consultoria tem como critério a reputação dos egressos no mercado de trabalho e a empregabilidade dos formados até um ano depois da formatura.

Outros itens avaliados são o sucesso de ex-alunos, a parceria entre empregadores e docentes e a presença de empresas nas universidades. Isoladamente, a USP mostrou bom desempenho no indicador de sucesso de ex-alunos e no quesito da boa reputação.

Também estão entre as 500 instituições selecionadas pela consultoria as brasileiras UFRJ, Unesp, Universidade Federal de Minas Gerais e a Unifesp.

No ranking global, das cinco mais bem colocadas, quatro são norte-americanas. Lidera o ranking o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, seguido da Stanford, Universidade da Califórnia, Harvard e a Universidade de Sydney, na Austrália, que é a única de fora dos Estados Unidos.

*Informações da repórter Nanny Cox