Varejo deve perder mais de R$ 2 bi com feriados no segundo semestre, aponta Fecomercio

  • Por Jovem Pan
  • 07/09/2017 08h00
O levantamento foi feito pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo

Varejo paulista deve perder mais de R$ 2 bilhões com os feriados nacionais do segundo semestre deste ano. O levantamento foi feito pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo.

O mais prejudicado deve ser o setor de supermercados que deve perder cerca de R$ 1 bilhão. O montante é 18% maior do que o dado projetado no mesmo período do ano passado.

Para a entidade, após dois anos de forte recessão econômica, o número de feriados prolongados deveria ser revisto.

O assessor econômico da Fecomércio de São Paulo, Fábio Pina, explicou que os dias de folga fazem com que a economia não cresça: “efeito de montanha de feriados, sob toda a economia, faz com que ela não cresça o suficiente”.

Uns perdem, e outros ganham. Apesar do setor de comércio e varejo não aprovar os dias de folga, o ramo do turismo agradece.

Para o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens, Edmar Bull, os feriados prolongados aquecem o setor, já que o brasileiro mudou o perfil e tem optado por tirar férias menores: “como estamos vindo de recessão e temos problema político, essa parte dos feriados nos ajuda bastante”.

No começo do ano, o ministério de Turismo divulgou que viagens nos feriados prolongados devem injetar R$ 21 bilhões a mais na economia em 2017.

O feriado que deve gerar maior impacto é o Dia de Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro. Quase 2 milhões de viagens programadas movimentarão R$ 4 bilhões na economia.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro